Nove delegadas do ES participarão de encontro nacional sobre segurança pública às mulheres em situação de violência

Do site SPM ( em 06/08/2012)

Cerca de 300 delegadas vão debater, nesta 3ª feira (07/08), atendimento da segurança pública às mulheres em situação de violência

Imagem

Durante o sexto aniversário da Lei Maria da Penha, titulares de Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher se reunirão, em Brasília, para tratar do papel da autoridade policial nos casos de violência 
Acesse aqui a programação do encontro
A segurança pública tem papel central no enfrentamento à violência contra as mulheres. Recebe, em média, 60% dos encaminhamentos da Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180. No sexto aniversário da Lei Maria da Penha, 279 delegadas participação, em Brasília, do encontro nacional “O Papel das Delegacias no Enfrentamento à Violência contra as Mulheres”, organizado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR) e pelo Ministério da Justiça, por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública.
O evento será inaugurado pela ministra Eleonora Menicucci, da SPM. “A SPM  assumiu o compromisso de fortalecer as delegacias especializadas de atendimento à mulher. Entendemos  que esses são instrumentos estratégicos para agir com rigor no enfrentamento à violência contra as mulheres”, afirma a ministra Eleonora Menicucci.
Estarão presentes na abertura do evento, Maria da Penha Maia Fernandes; a ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Luiza Bairros; a ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário; a ministra da Cultura, Ana de Holanda; a secretária nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, Regina Miki; o secretário nacional de Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça, Flávio Caetano; o presidente do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais de Justiça, Cláudio Soares Lopes; o conselheiro do Conselho Nacional de Justiça, Bruno Dantas; o representante do Colégio dos Presidentes dos Tribunais de Justiça, desembargador Otávio Augusto Barbosa; presidente do Conselho Nacional de Defensores Públicos Gerais, defensora Pública Geral  Norma Brandão de Lavenére, entre outras autoridades.
O grupo inscrito no encontro representa 56% das 378 titulares de delegacias especializadas de atendimento à mulher (DEAMs) e  120 postos policiais existentes no país. Dentre os estados, haverá participação integral das delegadas titulares do Acre (duas), Alagoas (três), Amapá (três), Bahia (15), Rio de Janeiro (13) e Roraima (uma).
Minas Gerais é o estado que terá mais delegadas participantes, 43 das 63 existentes, sendo seguido por Santa Catarina com 26 das 32 profissionais registradas, e pelo Distrito Federal com 23 das 32 delegadas. Proporcionalmente, o estado de São Paulo terá a menor participação com apenas cinco das 129 delegadas atuantes na rede especializada de segurança pública.
O encontro tem como objetivo fortalecer as Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher (DEAMs) e pactuar as Normas de Atendimento às Mulheres, de acordo com a Lei Maria da Penha. Também faz parte da estratégia de alcance das metas do Pacto Nacional pelo Enfrentamento à Violência contra a Mulher de cobrir 10% dos municípios brasileiros com serviços especializados à mulher em situação de violência e aumentar em 30% a quantidade dos serviços em todo o país.
Confira abaixo a relação de delegadas participantes por estado:
ENCONTRO NACIONAL DE DELEGADAS – Participação

Estado

DEAM

Posto

Total

 

Delegadas inscritas no encontro nacional

AC

2

0

2

2

AL

3

0

3

3

AP

3

0

3

3

AM

9

1

10

2

BA

15

0

15

15

CE

7

0

7

7

DF

1

31

32

23

ES

10

0

10

9

GO

16

0

16

5

MA

18

0

18

12

MT

6

4

10

4

MS

12

0

12

11

MG

48

15

63

43

PA

12

0

12

10

PB

9

0

9

7

PR

13

6

19

4

PE

7

0

7

8

PI

8

0

8

11

RJ

11

2

13

13

RN

5

0

5

6

RS

13

38

51

25

RO

7

0

7

6

RR

1

0

1

1

SC

2

18

20

26

SP

125

4

129

5

SE

4

1

5

5

TO

11

0

11

13

498

 

279

Leia também:

Do PT Nacional –  Lei Maria da Penha faz seis anos e combate à violência de gênero ganha mais visibilidade

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s